27 de fev de 2008

Finalmente fechara seu livro. Concentrava-se, agora no lado de fora da janela. Outro dia chuvoso. Preocupava-se além das simples gotas que batiam em sua janela...
Uma criança, com uma grande capa de chuva daquelas bem amarelas que a maioria já teve um dia. A garota tinha na mão uma flor, que tentava a todo custo proteger dos pingos grossos da chuva.
Tentava escondê-la como sua própria vida... Mas a mão com que tentava tampá-la da chuva era muito pequena... e os pingos passavam entre seus dedinhos...
Finalmente, parecia desistir. O pequeno rosto contorcera-se em um misto de raiva e pena, e finalmente decidiu soltar a flor.
Parou de observar a garota para ver a pequena obra da natureza que era levada pela água no chão... Até, por fim, terminar em apenas mais um bueiro, como se nunca houvesse sido cuidada por uma pequena garotinha de capa amarela.
Perdera o interesse por olhar a chuva. O triste fim da pequena flor perturbara seus pensamentos, e o frio agora incomodava. Parou simplesmente de observar, levantou-se e foi fazer um chá para se aquecer.
_________________________________________
"Meu vício agora é a madrugada,
Um anjo, um tigre e um gavião
[...]
Meu vício agora
É o passar do tempo
Meu vício agora
Movimento, é o vento, é voar... É voar.
[...]
De agora em diante
Ficarei assim, desedificante."

26 de fev de 2008

Inutilidades...

Sorte de hoje: Você nunca vacila ao enfrentar os problemas mais difíceis

Essas sortes de hoje são engraçadas... Exatamente que problemas seriam? E acima de tudo, seria isto uma sorte?
Pai, perdoai-o, ele não sabe o que escreve.
Pobre orkut, que não sabe o que diz...
Se eu realmente não vacilasse seria um fato, não uma simples sorte.
Por mais que minha vontade de escrever aumente, as palavras sempre me fogem...
Isso é tudo muito chato.
"A chuva que caía lá fora..."
_________________________________________
Voltando a conversar com as sombras na parede, já que sinto uma falta enorme do anjo no meu quarto...

16 de fev de 2008

Já sentiu vontade de escrever mesmo sem ter a menos inspiração pra isso? É assim que me sinto desde meu ultimo post...
Okay, bom final de semana à todos vocês que comentam aqui(ou não)...
E boa expo pra gente amanha..

10 de fev de 2008

Só por hoje...

Só por hoje queria poder acordar ao seu lado...
Só por hoje queria poder admirar você dormindo...
Só por hoje queria poder ficar com você até tarde na cama, conversando...
Só por hoje queria poder passar o dia todo abraçada com você...
Só por hoje queria poder simplesmente estar ao seu lado...
Só por hoje queria poder esquecer do mundo lá fora...
Só por hoje queria poder ouvir o barulho da chuva com você...
Só por hoje queria poder te amar como nunca amei ninguém...
Só por hoje queria que o mundo fosse exclusivamente nós dois...
Só por hoje queria que todos os dias da minha vida fossem ao seu lado...
Só por hoje queria que este dia se repetisse pra sempre...
E sempre...
E sempre.

___________________________________
Go With the Flow - Queens of the stone age

She said "I'll throw myself away,

They're just photos after all"
I can't make you hang around.
I can't wash you off my skin.
Outside the frame, is what we're leaving out
You won't remember anyway

I can go with the flow
But don't say it doesn't matter anymore
I can go with the flow
Do you believe it in your head?

It's so safe to play along
Little soldiers in a row
Falling in and out of love
With something sweet to throw away.
But I want something good to die for
To make it beautiful to live.
I want a new mistake, lose is more than hesitate.
Do you believe it in your head?

I can go with the flow
But don't say it doesn't matter anymore
I can go with the flow
Do you believe it in your head?

5 de fev de 2008

Sobre 'Deus'

Bom, como eu havia prometido, tenho qu explicar minha visão sobre Deus...
Não é que ele não exista, só não o vejo como normalmente as pessoas vêem...
Bom, definindo, Deus é o amigo imaginário de gente grande. Sim, ele existe mas só na imaginação de cada pessoa, porque normalmente todos precisam de um "porto seguro", algo maior para acreditar e que os impulsione a fazer o que querem, ou precisam...
Sim, eu tenho o meu amigo imaginário aqui dentro. Não exatamente como o 'Deus' de que tantos falam, mas minha criação católica me força a acreditar em pelo menos alguma coisa. Sabe como é, pura força do hábito. Porque diferença mesmo não faz.
Enfim, cada um com seu amigo imaginário, acreditando em algo melhor, sempre.
Chega de falar sobre Ele. Isso me cansa.
_______________________________________
Só pra constar, carnaval é um saco.

4 de fev de 2008

Outra vez o meu tempo ocioso me faz pensar... Aliás, ultimamente tenho pensado muito sobre muitas coisas. Só tenho algumas poucas certezas (certezas essas que não quero especificar aqui).
E outra vez o ócio me faz postar alguma coisa neste blog... Aprendi, afinal que gestos podem valer muito mais que palavras... E que palavras podem estragar completamente seus gestos... É uma coisa a se pensar... Motivos pra que eu pense nisso? Pode até não parecer, mas não, não tenho nada além de uma grande vontade de escrever sobre absolutamente nada e um tempo muito grande pra fazer isso...
Já percebeu como as pessoas falam o tempo todo mas é raro que realmente digam alguma coisa que faça efeito na sua vida? Também é um caso a se pensar...
Já percebeu como um rock pesado pode aliviar as tensões de um dia todo? Outro caso a ser pensado...
Já parou pra olhar o tamanho que este post está ganhando só com indagações do tipo 'já parou pra pensar'?
Pensar pode acabar com seu cérebro...
_____________________________________
Inutilidades à parte, eu prefiro ser útil inutilizando mentes fracas...
Enquanto isso as sombras da parede simplesmente brincam e giram em torno de mim numa dança frenética...
É bem provavel que tudo isto não passe de fruto da imaginação das pessoas à minha volta. Quem sabe o mundo não tenha menos cores do que todos imaginam?
A vida é uma escala em tons de cinza...

2 de fev de 2008

Sobre João e o pé de feijão

Cozinhar me deixa estranha... Enfim, estava eu na cozinha, (fazendo feijão, óbvio pelo título) então comecei a pensar sobre a história de João e o pé de feijão...
E se não fosse um pé de feijão? Fosse algo como abóbora, batatas, arroz, algodão, qualquer outra coisa que fosse?
Enfim, cheguei à conclusão de que não seria a mesma coisa. Definitivamente.

_____________________________________________
O anjo do meu quarto finalmente se entendeu com as borboletas do estômago...
E agora sempre conversam com as sombras da parede, que não sei ao certo porquê mas ainda procuram o amigo imaginário de gente grande...
A esperança é mesmo algo tão estranho...