25 de abr de 2009

Nostalgia

Momento nostalgia... Juro que sinto vontade de pular, cantar e dançar apenas porque ainda estou viva... Já tinha um tempo que não me sentia assim...
Me sinto hoje como me sentia sempre há quase dois anos... (quem sabe direito vai entender isso aqui) Quando eu tinha a tarde toda pra ficcar na net conversando com uma certa pessoa...
Ah, bons tempos...
Quero muito, muito mesmo ficar despreocupada e voltar a ser menina... Embora ser assim não me faça triste... é só que sinto um raiozinho tímido de sol rompendo a minha fortaleza... E adivinhem só: ele está causando uma rachadura que pode quebrar a parece toda...
Sim, eu sei, o que estou falando não faz sentido...
Mas a sensação das borboletas no meu estômago novamente me fizeram ter uma sessão nostálgica que ainda não passou, e que duvido que passe tão cedo...
O velhos olhos vermelhos voltaram
Dessa vez
Com o mundo nas costas
E a cidade nos pés
Pra que sofrer se nada é pra sempre?
Pra que correr
Se nunca me vejo de frente?

Parei de pensar e comecei a sentir
Nada como um dia após dia
Uma noite, um mês
Os velhos olhos vermelhos voltaram
De vez

Os velhos olhos vermelhos enganam
Sem querer
Parecem claros, frios, distantes
Não têm nada a perder
Por que se preocupar por tão pouco?
Por que chorar
Se amanhã tudo muda de novo?

Parei de pensar e comecei a sentir
Nada como um dia após dia
Uma noite, um mês
Os velhos olhos vermelhos voltaram
De vez

Parei de pensar e comecei a sentir
Nada como um dia após dia
Uma noite, um mês
Os velhos olhos vermelhos voltaram
De vez
Essa letra merecia estar aqui, acredite... e não, não é de tristeza... é de uma felicidade infundada que eu não sentia há muito tempo...
Bom me sentir outra vez assim...
Só espero que não passe nunca, nunca mais.